O que temer no Brasil durante a copa

Brasil não é tão perigoso quanto Paquistão ou Iraque. Porém andar por suas ruas está longe de passear pelas ruas parisienses.

Como brasileiro listei os maiores problemas de segurança que os estrangeiros irão enfrentar.

1. Ladrões, sequestradores, estupradores são um perigo relevante no Brasil. E como a lei brasileira é extremamente branda e a Justiça falha, as ruas estão repletas desses indivíduos. Naturalmente não atacam facilmente à luz do dia e na multidão. E com a copa o policiamento está redobrado. Contudo, toda precaução é pouca. Peça orientação ao pessoal do hotel onde ficar hospedado sobre locais e horários perigosos. Evite andar sozinho. E fique com um pé atrás em relação aos brasileiros.

2.  Existem algumas doenças perigosas no país: febre amarela, dengue e leishmaniose. O risco de contaminação varia muitíssimo de região para região. Febre amarela normalmete está restrita a ambientes rurais e à Amazônia, leishmaniose já invadiu ambientes urbanos, mas é menos comum,  enquanto dengue ocorre em quase todo o país.

“No momento, estamos cercados pela malária que se dissemina na periferia da floresta amazônica e pela dengue, nas regiões urbanas, especialmente nas cidades próximas ao litoral.”(http://drauziovarella.com.br/letras/t/doencas-tropicais/ – entrevista)

Um excelente site de referência sobre a questão é do médico brasileiro Drauzio Varela, centrado em informação sobre saúde para leigos. (http://drauziovarella.com.br) Embora em português, pode ser traduzido com a ajuda do navegador Google Chrome ou de complementos (procure por traduto no Chrome Store).

Dengue
A ocorrência de dengue, aquela dentre as doenças citadas com mais possibilidade de contaminação, varia muitíssimo de cidade para cidade. É dependente de políticas de combate ao inseto transmissor, o mosquito Aedes aegypti, implementadas pelos governos estaduais e municipais.

Em minha cidade, Belo Horizonte, passamos por uma epidemia em 2013: 87.915 / 131475 entre casos oficiais de dengue clássica / e total de casos oficiais, inclusive  prováveis. ( http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=saude&tax=34838&lang=pt_BR&pg=5571&taxp=0&). Eu mesmo contrai a doença.
Nesse ano, os números baixaram muitíssimo, acredito, devido à falta de chuvas.

Alguns cuidados diminuem as chances de contaminação: utilização de repelentes, evite áreas com mosquito, dormir com mosquiteiro ou em quanto de hotel em andar mais elevado. Ao escolher um lugar, bar, restaurante, praça, ponto de ônibus etc., fique alerta se há pernilongos, pois sua distribuição espacial é muito variável.

A dengue depende de chuvas e calor, assim acomete menos o centro-sul do país durante o inverno. Nessa época as regiões central, do norte e nordeste são mais perigosas. As duas últimas não conhecem inverno e em junho/julho chove na região Nordeste, tornando-a mais problemática. Vide quadro abaixo.

Capitais brasileiras – estado em relação à dengue – verão  2013 / 2014:
Região
Capitais (estado de risco)
Capitais (estado de alerta)
Norte
Porto Velho, Rio Branco
Boa Vista, Manaus, Palmas
Nordeste
Salvador, São Luís, Fortaleza
Centro-Oeste
Cuiabá, Campo Grande, Goiânia
Sudeste
Rio de Janeiro, Vitória
Sul
Nordeste:

Mapa da dengue no país  (2013-12-09)

Drauzio Varela

3. Acidentes de automóveis é de longe o mais perigoso no Brasil. Surpreso? A combinação de falta de educação e cidadania com impunidade explicam o problema. Naturalmente, a gravidade dos acidentes é maior nas rodovias. Assim evite-as. Nas cidades, fique sempre atento aos automóveis, mesmo estando em calçadas.

Como viajar entre as cidades? Prefira avião. Não preciso dizer que o transporte ferroviário seira uma boa alternativa, contudo está restrito a pouquíssimos trajetos. O mais importante de se  lembrar é: jamais viage de automóvel por rodovias no país. Caso resolva viajar por rodovias vá de ônibus, que é mais seguro em casos de acidentes.

Veja abaixo número de mortes de acidentes de trânsito no país.
obitos 2002a2011

CONCLUSÃO:
CONCLUSION: 

Para evitar assaltos, informe-se sobre lugares e horários inseguros. Sempre ande acompanhado. As capitais das regiões norte, nordeste e centro-oeste, juntamente com Rio de Janeiro e Vitória tem mais risco em relação à dengue: Porto Velho, Rio Branco (alto risco), Boa Vista, Manaus, Palmas, Salvador, São Luís, Fortaleza Cuiabá, Campo Grande, Goiânia, Rio de Janeiro, Vitória (situação de alerta). Nunca viaje de automóvel por rodovias.
To prevent assaults inquire about places and insecure times. Always walk together. The capital of the north, northeast and centerwest regions, along with Rio de Janeiro and Vitoria has more risk in relation to dengue: Porto Velho, Rio Branco (high risk), Boa Vista, Manaus, Palmas, Salvador, Sao Luis, Fortaleza Cuiabá, Campo Grande, Goiania, Rio de Janeiro, Vitória (state of alert). Never travel by automobile in highways.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s