Assoviar é preciso, ser golpista não é preciso

Panelaços, buzinaços e o que vier pela frente, as manifestações políticas reacionárias vão se transformando. O que o progressista deve fazer? Calar-se ou expressar seu desacordo?

Tenho a seguinte sugestão: assoviar. É simples, fácil, acessível. Não faz poluição sonora, não pertuba a lei do silêncio. Apesar dos desafinados, fomenta o respeito ao outro, pois faz pouco barulho. Ah, não me venham com apitaço, assoviar uma música é suficiente, principalmente se forem milhões assoviando. E não precisa ser a mesma música. Você pode até colocar para tocar, no som de casa ou do automóvel, uma música na qual se assovie, mas sem exagerar na altura.

O objetivo é mostrar que a intenção golpista não é unânime. Significa apoiar as instituições democráticas, dentre as quais o voto tem a maior importância. Hoje é difícil pensar em avanço de um país sem respeito à democracia. Os casos de avanço econômico sem democracia não produzem aprimoramento da sociedade.

Fique claro que a proposta de assoviar, nesse momento, não significa apoiar o governo Dilma. Essa manifestação quer dizer: respeito ao governo eleito e às bases democráticas.

Em relação ao governo Dilma, existem formas democráticas de lutar por melhor representatividade, quando ela é questionada. Por ex:
– embate no legislativo. Entretanto, ultimamente, várias propostas absurdas da oposição demonstram descaso com o país e fomento de instabilidade econômica e social.
– impeachment, apenas após processo judicial e transição em julgado, com direito a ampla defesa. Mas apenas tem valor se as denúncias de corrupção forem apuradas de forma irrestrita e igualitária, para todos os partidos;
– realização de plebiscito sobre a continuidade do governo Dilma, juntamente com as eleições municipais;
– antecipação da eleição para presidente ou eleição ampla para presidente, governadores, deputados e senadores, juntamente com as eleições municipais;

Essas 4 alternativas seriam democráticas, embora as 2 últimas exijam negociação política. O que não pode acontecer é impeachment arbitrário, sem base legal, com apuração partidarista, o que representa golpismo.

Apesar de discordar do barulho do buzinaço, devemos ser tolerantes. Essa é a marca de quem é progressista.

Ficamos por aqui. Se você é democrático e anti-golpista te encontro por ai, de coração limpo, assoviando.

Frases:
– Assoviar é preciso, ser golpista não é preciso.
– Golpismo não é necessário, o que é necessáro é Democracia (respeitar a maioria).
– Quem assovia ama a Democracia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s